30 janeiro 2010

Raphael Rabello



Eu conhecia Raphael Rabello de ouvir. Tomei um susto quanto soube que tinha falecido. Qual o motivo, uma pessoa tão jovem? Artista às vezes gosta de uma inspiração extra. Será que tinha abusado das "coisas"?

Li depois que sofrera um acidente de carro e que por conta de sucessivas operações e transfusões de sangue havia contraído o HIV.

Recuperado e tocando, mas bastante debilitado, acabou por sofrer uma apneia do sono e foi o fim.

Raphael Rabello seria o Segóvia brasileiro, eu acho que já era. Seu domínio do instrumento era fantástico, improvisava como ninguém. Acompanhou os mais destacados cantores da música brasileira. É um incentivo para os novos instrumentistas.

Aqui ele interpreta a peça Interrogando, de João Pernambuco, na qual introduz algumas linhas melódicas do seu entendimento.

2 comentários:

Fábio Schlickmann disse...

Parabéns pelo seu blog, é realmente muito bom!

Um abraço
Fábio Schlickmann.

saeuchico disse...

Turibio Santos foi aluno de Segóvia, mas sempre será ele mesmo, Assim também, o também imenso Raphael Rabello será sempre o próprio Raphael, cada um com seu estilo; cada estrela tem seu brilho próprio.